Dica de Instalação: Como encaixar o regulador de nível no Drywall?

O regulador de nível é um acessório muito importante para a instalação de forros com Drywall. Saiba como utilizá-lo para fazer um trabalho bem feito!

Para fazer um forro com as técnicas da construção a seco, mais precisamente com o Drywall, é preciso conhecer uma série de procedimentos e equipamentos exclusivos e necessários. Um deles é o regulador de nível.

Aqui neste artigo, vamos te ensinar, com breves detalhes, como se usa o regulador de nível em forro de Drywall, nas próximas linhas. Acompanhe com a gente a leitura!

Como encaixar o regulador de nível no Drywall?

O primeiro passo para usar o seu regulador de nível, ao instalar um forro com Drywall, você precisa ter em mãos um material que os gesseiros, montadores e instaladores chamam de “perfil canaleta”. Já conhece esse material?

Ótimo! Então, se você é um profissional experiente, sabe que ele é utilizado para fazer o forro estruturado em Drywall. Não esqueça que você precisará ainda de outros materiais para encaixar o forro no tirante e, ao mesmo tempo, o conjunto todo de materiais na canaleta.

Pegamos, por exemplo, um perfil de canaleta S47 (chamamos assim pois o perfil possui 47 milímetros). Agora, para prender o perfil no tirante, preso na estrutura metálica ou de madeira, é preciso ter com você um outro acessório muito importante.

Trata-se de uma peça chamada “regulador de nível”. Mas, atenção! Antes de te explicar mais sobre o regulador, é importante lembrar que todos os perfis devem ser normatizados, inclusive os acessórios.

Por falar em acessórios, convidamos você a dar uma conferida em nosso site. Temos uma grande variedade de acessórios para Drywall e Steel Frame.

Inclusive, no nosso blog, você encontrará ainda outros conteúdos exclusivos como este, muito interessantes para você que é instalador, gesseiro, revendedor ou loja de materiais de construção. Por exemplo:

Agora, voltamos ao assunto. Vejamos como encaixar o regulador de nível na canaleta: 

Para iniciar o seu trabalho, certifique-se primeiramente que você está portando todos os EPIs necessários e que a escada ou o andaime estão dispostos de maneira segura, principalmente longe de redes elétricas.

Vamos então te explicar como se faz esta instalação. É muito simples. Veja só:

Encaixando o regulador

Imaginamos a canaleta à sua frente, pronta para encaixar o regulador. Você vai precisar, primeiramente, encaixar um dos lados do regulador na canaleta

Note que o acessório possui algumas aberturas nas extremidades. Então você encaixa uma abertura na parte dobrada da canaleta.

Agora, com muito cuidado, você deve empurrar a outra extremidade para dentro da canaleta. Você vai notar que com a sua força depositada, a canaleta vai ceder um pouco.

Ao depositar a sua força para encaixar o acessório, você irá escutar um estalo. Feito o estalo, está tudo pronto! O regulador está encaixado.

Dica de Instalação

Para desencaixá-lo rapidamente, é necessário apenas que você gire o regulador. Ele sairá sem nenhum problema. Inclusive, essa é uma maneira que muitos profissionais adotam para encaixar o regulador. 

Entretanto, reforçamos que, como você estará com a estrutura acima da sua linha de visão, pode acontecer de o encaixe não ficar perfeito, se você seguir essa segunda opção. Como estamos lidando com uma edificação, é mais do que importante se certificar de que o seu trabalho está sendo bem feito, ok?

Agora, para alinhar a estrutura, você deve pegar a mola, que se encontra na parte detrás do regulador, apertá-la e encaixar o tirante nos dois furos. Lembre-se que o tirante deve estar o mais reto possível, em relação à canaleta.

Se o tirante ficar inclinado, o regulador ficará torcido – o que desalinhará toda a chapa e consequentemente todo o forro. Para não desalinhar, é só torcer para cima a extremidade do tirante abaixo da mola do regulador, fazendo assim uma trava de segurança. 

Entendido? Agora conheça a Multipla do Brasil!

Conheça a Multipla do Brasil!

A Multipla do Brasil está há 15 anos no ramo de distribuição de acessórios para Drywall e Steel Frame, como fechaduras e dobradiças para divisórias, e continua diversificando seus produtos e expandindo seu atendimento para todo o território nacional.

Temos como prioridade a agilidade na entrega, sempre ouvindo e respeitando nossos clientes. Entre em contato conosco e faça logo o seu pedido!

Fita de papel X Fita telada: conheça as diferenças das fitas de acabamento para Drywall

Para garantir um acabamento perfeito, é preciso conhecer bem as diferenças entre a fita de papel e a fita telada. Confira a seguir!

 

É instalador/gesseiro, revendedor ou trabalha em loja de materiais de construção a seco? Então, você precisa conhecer as diferenças entre as fitas de acabamento para Drywall, mais precisamente entre a fita de papel e a fita telada.

 

Para saber qual a fita ideal para garantir um acabamento perfeito e resistente, confira nas próximas linhas! Vamos te mostrar detalhes essenciais sobre a produção das fitas de acabamento para Drywall e suas aplicações.

 

Fitas de acabamento para Drywall

Mesmo que cada profissional tenha um jeito particular de dar o acabamento na massa de Drywall, é muito importante conhecer as diferenças entre todos os materiais e acessórios existentes no mercado. Cada um tem sua especificidade e performance, não é mesmo?

 

Além disso, é uma boa ideia conhecê-las para saber qual a melhor opção para a necessidade do trabalho e também aquele que você mais se adapta, se, no caso, você trabalha como instalador. Afinal, alguns profissionais preferem a fita telada e outros gostam mais de trabalhar com a fita de papel.

 

Lojistas e revendedores, obviamente, devem demonstrar conhecimento para poder vender melhor. Se esse for o seu caso, que tal ler também o nosso artigo com dicas para aumentar as vendas na sua loja de materiais de construção e ferragens, clicando aqui?

 

Também é interessante entender bem sobre qual tipo de efeito de dilatação das juntas é esperado pelo cliente e é por isso que vamos explicar detalhadamente as diferenças entre a fita telada e a fita de papel para acabamento de Drywall a seguir. Continue a leitura!

 

Fita telada

É um tipo de fita produzida com fios de fibra de vidro entrelaçados como uma malha. Um dos lados deste tipo de fita possui uma cola adesiva.

 

A fita telada autoadesiva da Multipla do Brasil pode ser utilizada nas juntas, entre as placas de Drywall, para evitar possíveis trincas e fissuras. Pode, inclusive, ser usada em paredes de alvenaria, para possibilitar uma estabilidade maior ao acabamento final.

 

Deve ser colocada exatamente em cima da união das chapas de gesso. Depois de aplicá-la, é preciso passar uma ou mais camadas da massa por cima da mesma para cobri-las e garantir o acabamento.

 

Na Multipla do Brasil, você encontra fita telada nas cores azul, branca e cinza com resistência alcalina. A fita cinza é utilizada diretamente em placas cimentícias. Clique aqui para conferir todas as nossas opções!

 

Fita de papel 

A fita de papel da Multipla do Brasil é um acessório para Drywall, propriamente para uso nos cantos das placas, a fim de protegê-los de quebras e lascas. Em seu centro, você encontra um inserto metálico para facilitar sua disposição sobre as placas.

 

Diferentemente da fita telada, é preciso dar uma primeira demão de massa na junta das placas e depois colocar a fita de papel, aplicando firmemente uma pressão sobre a mesma para retirar todas as bolhas de ar.  Depois, é só passar uma segunda demão ou mais de massa para finalizar o acabamento.

 

Feita de papel microporoso e microperfurado, ela evita a formação de bolhas. Ou seja, foi produzida com um material todo pensado para permitir a saída de ar entre a fita, quando aplicada. Confira nossas unidades disponíveis, clicando aqui!

 

Agora, conheça a Multipla do Brasil!

 

Conheça a Multipla do Brasil!

A Multipla do Brasil está há 15 anos no ramo de distribuição de acessórios para Drywall e Steel Frame, como fechaduras e dobradiças para divisórias, e continua diversificando seus produtos e expandindo seu atendimento para todo o território nacional.

 

Temos como prioridade a agilidade na entrega, sempre ouvindo e respeitando nossos clientes. Entre em contato conosco e faça logo o seu pedido!

Ferramentas para Drywall: quais não podem faltar na hora da instalação?

A construção a seco exige alguns instrumentos específicos. Confira quais são as ferramentas para Drywall essenciais para o seu trabalho diário!

 

Vai fazer uma construção a seco? Está pensando em começar a trabalhar como instalador? Antes de começar a construir, é preciso conferir se tem em mãos todas as suas ferramentas para Drywall.

 

O Drywall é um método de construção superprático. Com ele, é possível instalar divisórias, paredes e forros nos ambientes, com muita agilidade. 

 

A rapidez é uma das grandes vantagens que faz com que muitas pessoas optem pela construção a seco. Além disso, é uma instalação que não faz muita sujeira e possui um ótimo custo-benefício. Mesmo que a sua execução seja limpa e rápida, é preciso conhecimento para escolher com exatidão as suas ferramentas para Drywall.  

 

A Multipla do Brasil trabalha há 15 anos no ramo de distribuição de acessórios para Drywall, fechaduras e dobradiças para divisórias. Ao se falar em ferramentas para Drywall, podemos dizer que entendemos bem do assunto!

 

Sendo assim, confira com a gente, a seguir!

 

Ferramentas para Drywall: quais não podem faltar?

Antes de começar a citar as ferramentas para Drywall, é importantíssimo lembrar que uma execução feita de forma incorreta, ou até mesmo mal-feita, gera um risco para a segurança de todos os envolvidos. Afinal, podem provocar danos nas placas ou problemas estruturais mais sérios.

 

Um exemplo prático de erro é tentar usar uma furadeira no lugar da parafusadeira para lidar com parafusos. A parafusadeira foi toda pensada e projetada para esse fim, com velocidade e regulagem correta para esse tipo de trabalho. 

 

Utilizar acessórios de qualidade comprovada também é imprescindível para um trabalho caprichado, e você encontrará uma infinidade deles aqui na Multipla do Brasil. Além dos acessórios da Multipla do Brasil, fazer uso das ferramentas certas também garantirá uma execução bem-feita, além de mais tranquila.

 

As ferramentas para Drywall oferecem uma melhor habilidade para lidar com o método, além de garantir um belo acabamento. A dica é sempre preferir equipamentos de qualidade para um excelente resultado final.

 

Agora vejamos então as ferramentas para Drywall que você não pode deixar de ter em mãos na hora da instalação:

 

Trena, estilete, lápis e esquadro

Essas são as ferramentas mais básicas para instalações. São muito utilizadas no dia a dia do “gesseiro”, para marcações, medições e verificações. 

 

Parafusadeira

A parafusadeira é essencial para quem trabalha com Drywall. É um instrumento para desenroscar, apertar e fixar parafusos e rebites

 

Existem modelos com limitador, para não deixar o parafuso ultrapassar o papel da chapa na hora da instalação. Existem também os modelos elétricos e à bateria, geralmente utilizadas em perfis metálicos. Nesse caso, se você está começando a comprar seu arsenal de ferramentas para Drywall, prefira aquelas com duas baterias.

 

Nível

O nível é uma ferramenta para Drywall para medir superfícies. Usa-se para aferir inclinações horizontais e verticais. 

 

A opção mais em conta é a mangueira de nível. O nível a laser exige um investimento um pouco maior, mas oferece um serviço muito mais ágil e preciso.

 

Desbastador

Indispensável para dar acabamento, o desbastador é usado para desbastar a chapa.

 

Tesoura de aviação corte reto

Você precisará também de uma tesoura de aviação corte reto para cortar os perfis de aço galvanizado.

 

Desempenadeira de inox

Para acabamentos, nivelamento, preparo e revestimento perfeito da superfície, é utilizada a desempenadeira de inox. Ela é usada ainda para trabalhar com massa corrida, argamassa e texturas.

 

Serrote de ponta

O serrote de ponta tem o formato ideal para serrar curvas e fazer recortes nas chapas, sendo uma das ferramentas para Drywall essenciais.

 

Giz de linha

O giz é necessário na hora de fazer marcações em linha reta nas paredes e nas placas de gesso, e você encontra nos mais variados preços e modelos.

 

Não esqueça que você também precisará de uma série de acessórios, além das ferramentas. Para isso, conte com a Multipla do Brasil

 

Conheça a Multipla do Brasil!

A Multipla do Brasil está há 15 anos no ramo de distribuição de acessórios para Drywall e Steel Frame, como fechaduras e dobradiças para divisórias, e continua diversificando seus produtos e expandindo seu atendimento para todo o território nacional.

 

Temos como prioridade a agilidade na entrega, sempre ouvindo e respeitando nossos clientes. Entre em contato conosco!

Dicas para aumentar as vendas na sua loja de materiais de construção e ferragens

Como fazer com que os clientes tenham a melhor experiência de compra dentro da sua loja e o seu faturamento aumente.

 

Aumentar as vendas é o desejo de todo lojista, enquanto para alguns parece fácil, para outros ainda é um grande desafio. Tudo parece estar perfeito: tem produtos no estoque, tem clientes na loja, mas as vendas não acontecem, por que será? Vamos descobrir o que pode estar acontecendo e listar algumas dicas simples, porém, essenciais para aumentar as suas vendas.

 

No mercado de materiais de construção e ferragens a fidelização dos clientes é tão importante quanto ter milhares de consumidores pelos corredores, pois centenas deles irão embora, sem levar um único parafuso. Por isso, saiba também como fidelizar esses clientes potenciais.

 

Experiência de compra

O cliente precisa ter a melhor experiência de compra dentro da sua loja, ou seja, permita que ele tenha autonomia para escolher o produto e dirigir-se ao caixa para efetuar a compra, solicitando o auxílio de um vendedor, somente quando tiver necessidade.

 

Os parafusos soltos, por exemplo, dificultam a escolha e independência do cliente para levar o produto, por isso, em vez de deixar à sua disposição milhares de parafusos, por que não embalar quantidades definidas? É mais fácil incentivar o cliente a levar quantidades pequenas e, dessa forma, também estará dando a ele o poder de decidir a compra sozinho, levando para o caixa quantas embalagens desejar. Isso também facilitará o seu controle de estoque.

 

Exposição dos produtos

Materiais de construção precisam estar visualmente atraentes no interior da loja e por isso possuem apresentações específicas, com cada produto em gôndolas adequadas ou em expositores que valorizam as suas características de formas e tamanho.

 

Os parafusos cartelados, por exemplo, ficam bem em expositores ou estantes metálicas, na maioria das vezes, dos próprios fornecedores que identificam suas marcas. Organizar a exposição do produto conforme a marca, e posicioná-lo de acordo com a necessidade de ter um e outro, também induz o consumidor a levar os produtos: pregos ao lado de martelos, por exemplo. 

 

Por falar nisso, existe uma grande variedade de parafusos no mercado, saiba mais nesta matéria Parafuso é tudo igual? Como escolher parafuso para construção a seco

 

Aposte no grande mix de produtos e não na quantidade de produtos expostos. A sua loja não deve ser uma exposição do seu estoque, mas demonstrar a variedade de produtos que os clientes podem encontrar.

 

Comunicação visual

Facilite a vida do cliente com sinalizações que indicam onde ele vai encontrar o produto, seja através de cores, placas e luminosos, o consumidor precisa encontrar o que procura para não correr o risco de sair da loja sem levar o produto, mesmo tendo disponível.

 

Essa dica vale tanto para as pequenas, médias ou grandes lojas de materiais de construção. O cliente precisa identificar com facilidade os setores ou departamentos dentro da loja.

 

Outra importante dica para fechar o negócio é utilizar outros meios de venda e comunicação com o cliente. O varejo está em constante transformação e cada vez mais estão se concretizando as vendas online.  Através das redes sociais ou de mensagens via WhatsApp é possível apresentar lançamentos, divulgar promoções e compartilhar demais informações que podem ser úteis para impulsionar as vendas. 

Conheça a Multipla!

A Multipla do Brasil está há 15 anos no ramo de distribuição de acessórios para drywall, fechaduras e dobradiças para divisórias e continua diversificando seus produtos e expandindo seu atendimento, atendendo todo o território nacional.

Temos como prioridade a agilidade no atendimento, sempre ouvindo e respeitando nossos clientes. Entre em contato conosco!

Drywall X Steel Frame: qual a diferença entre os dois sistemas de construção a seco?

Há quem diga que Drywall e Steel Frame são iguais. Será? Confira as diferenças, a seguir!

Você consegue perceber a diferença entre Drywall e Steel Frame? Provavelmente, se você possui mais conhecimento técnico sobre o assunto saberá distinguir com clareza as inúmeras diferenças entre os dois métodos de construção a seco.

 

Visualmente falando, eles são muito parecidos, não é mesmo? Pelo menos, é isso que, normalmente, aqueles que não possuem esse olhar profissional entendem sobre estas duas opções. 

 

Na verdade, a principal semelhança é que as duas técnicas são usadas na construção civil a seco. Porém, por incrível que pareça para o olhar mais leigo, o Drywall e o Steel Frame possuem características e funções bastante divergentes.

 

Quer saber realmente quais são as diferenças entre Drywall e Steel Frame? Acompanhe a leitura deste artigo para esclarecer as suas dúvidas! E se você se interessa pelo assunto, não deixe de conferir nosso artigo sobre Por que a construção a seco cresce a cada ano no Brasil? Clique aqui e confira!

 

Diferenças entre Drywall e Steel Frame

Steel Frame

O Steel Frame é um sistema de construção a seco, conhecido também por light steel frame. Com uma estrutura de aço que garante a resistência e sustentação da obra, é utilizado na construção de telhados e paredes.

 

É um sistema mais estrutural, sendo composto por uma base de aço galvanizada e revestida com uma massa de zinco de 180 g/m2 a 275 g/m2. Quanto à espessura da chapa, pode medir entre 0,80 mm, chegando a 3 mm.

 

Da mesma forma que uma construção convencional, o Steel Frame é utilizado quando se é necessário suportar cargas densas de edificação, de vento e de ocupação. Possui variadas funcionalidades, mas, contudo, é um sistema que se adapta bem à construção de ambientes internos e fachadas.  

Acessórios para Steel Frame

No Steel Frame, como o sistema construtivo é mais robusto, com perfis e montantes acima de 0,7mm, indicado para estruturas, o poder de perfuração precisa ser mais eficiente.

 

Sendo assim, temos, aqui na Multipla do Brasil, os parafusos PB (ponta broca): 

  • PB 13×4,2 zincado; 
  • PB 16×4,2 zincado; 
  • PB 19×4,8 zincado;
  • PB 25×3,5 fosfatizado; 
  • PB 35×3,5 fosfatizado;
  • PB 32×4,2 Ruspert para placa cimentícia;
  • PB 32×4,2 zincado com asa para placa cimentícia;
  • PB 32×4,2 sem asa para placa cimentícia.

 

Drywall

Hoje, possuímos no mercado novas placas desenvolvidas para resistir a pesos maiores e, na hora da construção, é possível reforçar a estrutura para fixação de objetos maiores, como TVs, quadros, cortinas, prateleiras, etc.

 

A espessura do Drywall é no mínimo 0,50 mm, e sua função é mais direcionada para construções internas. Você irá encontrar o Drywall em vedações, por exemplo. Mas, na parte do revestimento, pode ser utilizado junto do Steel Frame, dependendo da necessidade.

Acessórios para DryWall

A diferença entre os sistemas construtivos é a espessura das guias ou montantes. Normalmente no Drywall, a espessura dos montantes é de até 0,7mm, indicado para estruturas que não necessitam de tanta resistência, como paredes internas, onde a espessura é menor e não é necessário o uso de um perfurante tão “agressivo”.

 

Nesse caso, aqui na Multipla do Brasil, temos os parafusos PA: 

  • PA 13×4,25×4.0;
  • PA 25X3,5 fosfatizado;
  • PA 25×3,5 zincado;
  • PA 35×3,5 fosfatizado;
  • PA 35×4,0 zincado;
  • PA 45×3,5 fosfatizado;
  • PA 63×4,2 fosfatizado.

 

As fitas podem ser usadas em ambos sistemas construtivos, o que difere é o acabamento da placa utilizada no montante, se for placa de gesso (Drywall), temos as fitas teladas, fita papel e fita canto. Se for placa cimentícia, temos a fita telada para placa cimentícia.

 

De qualquer forma, tanto o Drywall quanto o Steel Frame possuem perfis banhados a zinco no processo de zincagem que garante a resistência a agentes corrosivos. Quanto maior a numeração da zincagem, mais próximo a locais com maresia a obra pode ser executada. 

 

Mas, é importante saber que, em comparação com a construção tradicional, a durabilidade da obra a seco é muito mais vantajosa, sendo a construção tradicional de 50 a 100 anos, e a duração da obra de construção a seco de 100 a 200 anos.

Conheça a Multipla do Brasil!

A Multipla do Brasil está há 15 anos no ramo de distribuição de acessórios para Drywall, Steel Frame, fechaduras e dobradiças para divisórias, e continua diversificando seus produtos e expandindo seu atendimento, atendendo todo o território nacional.

 

Temos como prioridade a agilidade no atendimento, sempre ouvindo e respeitando nossos clientes. Entre em contato conosco!

Por que a construção a seco cresce a cada ano no Brasil?

O mercado da construção a seco vem crescendo exponencialmente, a cada ano, em nosso país. Saiba o porquê a seguir!

 

Provavelmente você deve ter notado o número constante do crescimento de pessoas utilizando a construção a seco em suas casas, não é mesmo? São muitos os brasileiros que atualmente estão preferindo o uso de Drywall para as suas obras. Inclusive, o setor corporativo é o que mais está optando por esse método de construção. 

 

Quer saber o porquê de este setor estar em crescimento exponencial a cada ano? Acompanhe um pouco mais sobre o assunto nas próximas linhas deste artigo:

 

O Mercado da Construção a Seco

 

O Drywall é um método conhecido mundialmente, principalmente nos EUA, o qual faz uso das chapas e de gesso acartonado para a montagem interna de ambientes. Assim, a chamada construção a seco vem substituindo em grande escala as vedações tradicionais em terras brasileiras.

 

De acordo com dados da Associação Brasileira de Drywall, o consumo por m² de chapas de drywall mundo afora é de 10m² para os Estados Unidos, 6,40m² para a Austrália, 4,40m² para o Japão, 3,80m² para a França, 3,60m² para o Reino Unido e 2,80m² para a Alemanha. Para o Brasil, a previsão é que o crescimento continue em 13% ao ano ou ainda mais.

O Drywall no Brasil

 

Acredita-se que o motivo que mais colabora para este crescimento em nosso país é a grande rapidez que o sistema Drywall permite para entrega das obras. Além disso, os números de lucro para as empresas vêm sendo positivo com o passar dos anos, inclusive para as empresas internacionais. 

 

Outro grande motivo pela escolha deste método de construção é a praticidade. Isso porque esse sistema proporciona muito menos resíduos para o ambiente e, ademais, os existentes são recicláveis. Não bastasse tudo isso, a construção a seco permite facilmente que arquitetos e engenheiros modifiquem os projetos, se caso for necessário, de maneira rápida e muito simples. 

 

Na realidade, são muitos os motivos que levam as pessoas a optarem pelo sistema da construção a seco para a realização de suas obras aqui no Brasil. Especialmente, a leveza dos materiais, sua estabilidade em comparação com a alvenaria, a alta resistência aos impactos cotidianos, a menor espessura, o conforto climático e acústico e a resistência à umidade são fatores extremamente relevantes na escolha do Drywall.

 

Que tal ler também nosso artigo sobre “Como escolher parafusos para construção a seco”, clicando agora mesmo aqui?

Conheça a Multipla!

 

A Multipla do Brasil está há 15 anos no ramo de distribuição de acessórios para Drywall, fechaduras e dobradiças para divisórias, e continua diversificando seus produtos e expandindo seu atendimento, atendendo todo o território nacional.

 

Temos como prioridade a agilidade no atendimento, sempre ouvindo e respeitando nossos clientes. Entre em contato conosco!

Tudo que você precisa saber sobre acessórios para Drywall

O uso de materiais adequados para a instalação de superfícies de Drywall ajudam a garantir resultados positivos em reformas e obras. Confira mais sobre acessórios para Drywall a seguir!

Antes de falar sobre os acessórios para Drywall, é importante ter em mente que as paredes de Drywall estão sendo cada vez mais usadas em obras de reformas e construções com o objetivo de otimizar tempo e trazer mais versatilidade aos espaços. 

Para garantir a durabilidade e a qualidade das paredes é fundamental que em sua instalação sejam usados acessórios apropriados, tais como: parafusos, fitas de junta, fitas canto, massa, entre outros. 

Por isso, para que você não fique com dúvidas sobre os acessórios que não podem faltar na sua obra com paredes de Drywall, preparamos um guia com informações sobre cada material. Confira: 

Tudo sobre acessórios para Drywall

As fitas de papel ou canto são essenciais no acabamento das paredes de gesso. Colocadas na união de duas placas, as fitas dão a ideia de continuidade às paredes secas junto com as massas para Drywall.  

É muito importante que as fitas tenham microperfurações para permitir a correta vazão do ar quando aplicadas sobre as chapas de Drywall. 

Massa para Drywall

Usada nas juntas e no preenchimento de irregulariades nas chapas de Drywall, a massa deve oferecer características técnicas adequadas para possibilitar boa performance na junção das placas de Drywall, evitando, desta forma, bolhas ou fissuras posteriores à aplicação. 

Parafusos

Os parafusos de Drywall precisam ter banho químico resistente à corrosão e possuir a capacidade de furação condizente ao tipo de perfil metálico que será instalado. 

Por exemplo, o parafuso pa 25 ou gn 25, tem uso recomendado em perfis metálicos de até 0,7 mm de espessura e, normalmente, são utilizados para unir o perfil com uma chapa de Drywall de, aproximadamente, 12 mm de espessura. 

Para aplicação e boa performance dos produtos, serão necessárias algumas ferramentas como trenas, nível, parafusadeiras, espátulas e desempenadeira. 

Limpeza

Ainda que a construção a seco tenha como diferencial menos sujeira e produção de entulhos, é importante ficar atento ao modo de limpeza das paredes de Drywall. 

As superfícies de Drywall podem receber acabamentos como pintura comum, textura, grafiato, papel de parede, adesivos decorativos, revestimentos cerâmicos, revestimentos madeirados, ou outros. 

A limpeza dessas superfícies ocorre de forma habitual, ou seja, pode ser feita da mesma maneira que em uma parede de alvenaria convencional.

Acompanhe nosso blog e confira mais dicas sobre os acessórios de Drywall e outros produtos da Multipla do Brasil. 

Telhados em Steel Frame e as etapas para a sua instalação

Método de construção a seco é uma realidade nas obras e cada vez mais presente em projetos arquitetônicos.

Os telhados em Steel Frame se tornaram uma forte tendência na construção de casas, galpões, e coberturas, pois precisam de menos tempo para encaixes, apertos e de mão de obra, o que torna o processo de instalação mais prático e rápido. 

Um outro fator relevante dos telhados em Steel Frame é a sua resistência a desgastes causados pelo tempo, cupins, infiltrações de água etc. Por isso, a durabilidade do telhado é maior e  requer menos manutenção. 

O sistema construtivo Steel Frame é formado por estruturas de perfis de aço galvanizado, caibros e ripas, fixadas em um sistema de pré-montagem e com vida útil três vezes maior que os métodos convencionais como alvenaria. 

As peças que compõem a estrutura Steel Frame: 

  • Perfil Caibro
  • Perfil Ripa 
  • Conexão U
  • Conexão Z
  • Conexão H/X
  • Tabeira Frontal
  • Tabeira Lateral

 

Telhados Steel Frame e as etapas da construção

Corte dos perfis

A primeira etapa da instalação de um telhado Steel Frame é definir a altura dos pontaletes que serão colocados no centro, sempre atento à inclinação dos caibros, a queda para calha e a distância entre os pontaletes secundários indicadas no projeto.  Após a definição, basta cortá-los.

 

Marcações

Na sequência, faça as marcações, começando com a linha central que vai dividir a laje em duas partes iguais. A partir dessa linha serão demarcadas as linhas secundárias seguindo a distância dos pontaletes e caibros. 

 

Fixação dos suportes e dos pontaletes

Em cada ponto de encontro das linhas, posicione a conexão U e fixe-os na laje. Em seguida, fixe os pontaletes nos suportes. Para isso você vai precisar de quatro parafusos autobrocantes em cada fixação.

 

Fixação do contravento

Seguindo a linha da cumeeira, execute o contraventamento prendendo os perfis em formato de “X” nas extremidades diagonais entre os demais pontaletes.

 

Fixação dos caibros 

Nessa etapa você vai posicionar os caibros no topo de cada fileira e fixá-los com o auxílio de uma parafusadeira e dois parafusos autobrocantes em cada junção.

 

Fixação dos perfis de cartola

Observe a distância entre fixações de cada tipo de telha antes de colocar o perfil cartola. Os perfis cartola devem ter quatro parafusos autobrocantes em cada nó.

 

Instalação das telhas

Para instalar as telhas você irá distribuí-las, instalando a primeira e a última telha para que todas as outras fiquem alinhadas a elas. 

Para fixá-las use parafusos e para evitar vazamento de água pode ser usada fita dupla face para colar uma telha na outra.

Acompanhe nosso blog e fique por dentro das novidades e tendências da construção a seco.